quarta-feira, 1 de abril de 2009

medos paradoxais

E o que dizer daqueles medos que se nos apegam? Que nos arrastam nos seus despropósitos?
O que fazer daqueles medos que convivem connosco sem que exista convite prévio nem amizade recíproca? São colas, adesivos, grudes, ataduras, ligaduras, elásticos, que nos apertam, esmagam, sufocam, mas em nada nos seguram.

Como lidar com medos que são traços de nós, infiltrados, e a cada momento replicados? Haverá cura para medos ancestrais? Existirá solução para medos reais ainda que apenas imaginados? Haverá realidade que prove que medos imaginados podem ser infundados mesmo para quem os sente?
Haverá medos cobardes que desaparecem perante a força de um pensamento persistente? Existirão pensamentos que aguentem a pressão de um medo insuflado pela arrogância do seu posto de veterano?
Há medos que nascem, medos que se criam, medos que se adoptam e a todos se repudia.

Não há razão que arranque o medo de quem o tem, não há medo que se afaste de um alguém que já domina. Resta apenas o conviver, o aprender a conhecer, o partilhar a vivência, mas sem afeições, sem resignações e sem nunca permitir que o medo domine nas escolhas ainda que estas estejam somente dele impregnadas.

3 comentários:

Reflexos disse...

É bem verdade. E acho que é hereditário. A minha mãe tem alturas que até da própria sombra tem medo. Eu quando eram miúda chamava-lhe a 'Maria Fobia' Tem medo por ela e pela família toda. O pai dela, o meu ao era igual. Isso levou-o a uma depressão aod 45 anos, que nunca curou...
É muito complicado...

criolinha disse...

Bemmmmm! Temos header novo!
Tá fantástico :D Quem fez??
bjs

Natacha disse...

Tenho medos, medos constantes, não inibidores de acção mas, no minimo, que me fazem pensar e repensar acções vezes sem conta.

A minha atitude é levantar a cabeça, mostrar-lhes o meu nariz arrebitado e seguir em frente, aparentemente "sem medos"...

Porque... "quem passa pela vida e não viveu, pode ser mais mas sabe menos do que eu. Eu já não quero nem saber, de quem não vai porque tem medo de sofrer" Vinicíus

Já "quotei esta frase tantas vezes que quase a sinto minha :)

Para tudo na vida, só há que haver dignidade! ;)

Beijos