quarta-feira, 4 de julho de 2007

A poucos passos

Caminho a passos largos para mais um aniversário. Tanto que já sinto o seu aroma.

Gosto de fazer anos e não alimento o preconceito de que a partir de certa idade já não se comemora. Não que o acto de envelhecer me seja totalmente indiferente, mas acho que para me aperceber que estou a envelhecer não é preciso fazer anos, há outros sinais bem mais visíveis no espelho, e mesmo com esses tenho convivido bem. Afinal de contas porque nos havemos de preocupar em demasia com algo tão inevitável e irreversível como é o passar do tempo, ao invés de investirmos na possibilidade de termos um dia, ou uma vida, feliz? Porque não moldarmos a nossa atitude no sentido de acreditarmos que o envelhecimento não implica caducidade para a vida e que mesmo num corpo (mais) velho pode haver um espírito jovem?

Acho que é fundamental comemorar aquilo que realmente importa e não há data mais marcante do que aquele que assinala a nossa entrada nesta vida. E quando digo comemorar não me refiro propriamente a dar uma festa, a comemoração pode ser pessoal e introspectiva, mas implica necessariamente renunciar à indiferença por esse dia. Nem que seja oferecer-se a si mesmo uma boa dose de mimos.

11 comentários:

Anna72 disse...

Concordo em género, número e grau!

Beijocas

J&J disse...

É mesmo assim! Cada qual comemora à sua maneira, mas concordo plenamente que se deva celebrar de alguma forma!! Se fizeres um festão grande,n t eskeças d convidar... :)

Beijinho grande

Maganita disse...

Concordo plenamente contigo. Esse dia tem sempre um gostinho especial.
E também acho que a idade está no espírito e na forma como vivemos a nossa vida...e o tempo...essa varíavel sempre constante nestas equações da vida, faz-me pensar muito no rumo a dar à minha...
Um grande beijinho

Tixa disse...

Não podia concordar mais contigo, nesse dia sinto-me sempre especial, não gosto de grandes festas, mas gosto de fazer algo diferente (este ano fui a Barcelona).
Um bj enorme

LEXIA disse...

Também sou assim, e estou como tu tão perto que já sinto como se vosse hoje

beijos quase a festejar...e com muito prazer

Mary disse...

Se olharmos o conceito de comemorar como estar com a família, fazer uma avaliação da vida nos últimos tempos, ser mimada por quem gosta de mim, então sim, gosto de comemorar. Agora, jantaradas pelo meu aniversário não. Só gosto de jantaradas porque gosto, sem motivo especial e onde não sou eu o centro das atenções.
Bjs

maria disse...

concordo plenamente ctg... temos de aprender a ter sempre um sorriso para a vida.

bjnho

Musa disse...

Se me disseres a data ao certo, também quero contribuir com uma boa dose de mimos, que bem os mereces!
Toma já alguns adiantados:
Beijinhos, muitos!
Musa

Angie disse...

Concordo plenamente!
Há dias especiais e o nosso aniversário é um deles, nem que seja apenas no nosso interior!

Beijinhos

Tiquinha disse...

houve alturas em que quase fugia do dia, Agora com o passar dos anos, com a calma da idade(LOL); reaprendi a comemorar o dia.... Bem como não sei o dia, resta-me deixar-te aqui diariamente um boa dose de mimo....
beijocas
tica

Gaguinho disse...

de mimos, levas agora meia dose e o resto no dia. pode ser? beijos e mimos dos 4 cá de casa que um dia destes te vão bater à porta.