domingo, 6 de agosto de 2006

Fogo que arde e que se vê

Estamos em plena época oficial de incêndios, designação que, pessoalmente, acho detestável primeiro porque me soa a legitimização de um acontecimento que muitas das vezes poderia ser evitável, segundo porque apesar de ter sido criada não me parece que tenha favorecido a diminuição de tão insuportável flagelo.

São muitas as causas que poderão estar por detrás de tão grande número de fogos no nosso país, vagas de calor, florestas mal tratadas, falta de vigilância, comportamentos descuidados, actos voluntários, interesses económicos, etc, etc. mas em todas elas a consequência é só uma: a destruição.

Como detesto todas as formas de destruição, sinto-me verdadeiramente incomodada com as notícias sobre incêndios, e só quem nunca passou por um local que tenha sido vítima de um incêndio, poderá não sentir o mesmo. O cheiro, as cinzas, o nada onde já houve tudo, deixam na memória uma marca inesquecível.

Infelizmente os incêndios são cada vez mais presenças assíduas nos nossos Verões, aparecem sem serem convidados e não se vão embora quando se lhes pede. Pelo contrário insistem em permanecer nos mais inóspitos lugares ceifando toda a espécie de vidas e transformando o prazeiroso Verão num presente envenenado.

Receio a sua banalização, receio que quem deles tira proveito vença quem os pretende eliminar, receio que a sua prevenção seja preterida pelo seu remedeio, receio que o verde português desmaie e dê lugar ao cinza, receio que espécies de animais se extingam de vez, receio que o património natural deste pequeno país fique irremediavelmente abalado.

Este é um aroma de que não gosto!
Este é um aroma que não gostaria de ver repetido todos os anos!

3 comentários:

vana disse...

Pois é, também não gosto nada desse aroma, e hoje é daqueles dias que ainda gosto menos. olho prá rua, o cèu cinzento, a cinza a cair e esse aroma a entrar pla janela, pois também anda por estes lados.
Esperoé k se vá embora depressa!!!

Beijinhos
vana

cris disse...

Infelizmente acho que é um aroma que se vai continuar a sentir durante muitos anos.
Beijos

Anna72 disse...

Por aqui está uma desgraça! O fumo invade tudo! :(

Só quando estiver tudo queimado nos livraremos deste pesadelo!

Beijos.