terça-feira, 1 de abril de 2008

Avó

Faz hoje um século que nasceu uma chama, uma chama que aqueceu e iluminou muitas vidas. Apesar de cingida ao seu pequeno mundo, era grande na sua amplitude e forte no seu efeito. Quando a conheci já espalhava o seu calor há quase sete décadas mas ainda assim, longe de esgotada, continuava a fazer imperar, junto dos que a rodeavam, a sua força e a sua personalidade. Era impossível não se amar esta chama, era impossível não nos render ao deleite da sua amizade.
Esta chama, a que chamei avó, extinguiu-se há uma década. Antes de se apagar totalmente foi-se esquecendo dela própria e dos outros, demasiado oprimida pelas malhas da senilidade. As limitações que a sua mente conheceu não foram no entanto suficientes para apagar o seu legado, um amor forte e imperecível que ainda hoje me alimenta.
As saudades que sinto dela são infinitas. Mas sei que o que dela recebi ecoará para todo o sempre, afastando-me de quaisquer mágoas que possa sentir e permitindo-me afirmar que a verdadeira separação apenas existe quando daquele que parte nada fica, mas que eu desta avó fiquei com tudo pois dela recebi amor para toda uma vida.

9 comentários:

stardust disse...

Lindo sentimento... Belissima homenagem!

Beijocas

Maganita disse...

Minha querida, são lindas as tuas palavras.
Eu também sinto o mesmo em relação à minha. É um amor que o tempo não apaga, nem a saudade deixa esquecer. Permanecem connosco. Para sempre...

Um grande beijinho

Susana Pina disse...

Revejo a minha avó em cada palavra tua. A minha avó materna (única que conheci) artiu hà 7 anos, e também tenho muitas saudades dela, embora saiba que ela está sempre comigo.
Um bj grande aos céus
susana

Golfinho Filipa disse...

Sem dúvida que deixou um legado imenso... É imenso o amor que transparece das tuas palavras... Um beijinho grande

Anónimo disse...

Tão lindo o que escreves-te sobre a tua avó!!
Tambem tenho uma grande admiração pela minha avó felizmente ainda é viva faz 80 anos as avós são sempre muito especiais e deixam-nos sempre boas recordações!!

Bjs
Carla

cris disse...

Revejo-me completamente nesta tua homenagem. E quem já teve uma avó assim, já recebeu tanto da vida.
Beijos

Anna72 disse...

Que palavras tão bonitas! Felizmente posso dizer que guardo também muito boas memórias de uma das minhas avós... pena tenho de não poder dizer o mesmo em relação à outra :(

Beijocas para ti e perdoa-me a partida de 1º de Abril.

Gisela disse...

Uma homenagem muito bonita

Beijinhos

TC disse...

Tão bonito e tão forte.
Deve ter sido uma pessoa fantástica, indescritível.
Uma bela homenagem, amora!