sexta-feira, 22 de setembro de 2006

amarras

Ando a ver se arranjo umas amarras para não deixar fugir a felicidade. Escorregadia, furtiva, volátil, parece, por vezes tão difícil de apanhar. Será que se esconde? Que apenas nos vigia? Que nos faz lutar por ela?

Quero agarrá-la, forçá-la a ficar comigo e dividi-la com os outros, não quero que ela fuja, quero sentir permanentemente o seu aroma.

Umas vezes encontro-a, ela fica, depois vai, depois volta, sorrateira, sem dar por isso. Gosto especialmente quando ela chega sem avisar e fica por alguns dias mas sei que não é omnipresente e que tenho que aprender a viver, mesmo quando ela me abandona. Sofro da angústia da separação, apesar de saber que ela acaba sempre por voltar mesmo que de mansinho.

Mas quantas, quantas vezes eu chamo por ela, julgando-a desparecida, quantas vezes eu choro pelo seu paradeiro, numa cegueira emocional, para mais tarde verificar que afinal ela esteve sempre ali.

8 comentários:

cris disse...

Acho, por vezes, que ela está mesmo ali, e que não dá-mos por ela. Será que ela está dentro de nós? Será que somos nós que por vezes não a vemos? Não sei...
Só sei que por vezes a sinto, outras, nem o seu cheiro, ou melhor, o seu aroma paira no ar...
Mas estou a aprender a procurar por ela, quando sinto que a estou a deixar fugir.
Beijocas e bom fim de semana

soniaq disse...

Bonito. :))

Bom fim-de-semana e beijinho

Maria disse...

Que bonita descrição da felicidade... Eu acho que, apesar de muitas vezes não sentirmos a felicidade, ela está sempre à nossa volta, quanto mais não seja nas pequenas coisas. Só temos de a saber agarrar!

Beijinhos grandes e bom fim-de-semana,

Maria

Angie disse...

Eu acho que não se trata de "agarrar" a felicidade, mas sim aprender a viver de forma a senti-la sempre presente!
Nem sempre sentimos a felicidade porque há momentos na vida que temos que sofrer para podermos perceber aquilo que a vida nos dá... e nos pode tirar também!
Tenho tentado aprender isso. Viver cada momento da melhor forma e sem medo, tentar desvender o significado de cada sentimento, retirar dele o melhor para mim... porque mesmo as coisas más têm muito para nos ensinar e fortalecer!
A vida é mesmo assim... há aqueles que têm de viver e ultrapassar muitas tristezas e medos para sentir o aroma da felicidade que se oculta em seu redor!

Musa disse...

É tão efémero, tão frágil. Mesmo quando julgamos que a temos toda, bem segura, e que nada a pode abalar, uma palavra, uma notícia, e ela foge espavorida...
Beijinhos mto grandes e um óptimo fim de semana,
Musa

Tiquinha disse...

As vezes não a vemos, mesmo quando ela esta´debaixo do nosso nariz.... não sei se as vezes queremos a lua, não sei..
Beijcas e bom fim de semana

IC disse...

É isso mesmo, pensamos sempre que o melhor está para vir, mas por vezes quando a vida nos obriga a olhar para trás, percebemos que o melhor esteve ali...beijinhos grandes

stardust disse...

Feita de pequenas coisas, tão pequenas que por vezes, como bem o dizes, nem damos por ela...

Beijocas com aroma de figo (chlep chlep)